Crônica

Rotina na Primavera

Levantar cedo, estar alerta e esperta. Acordar a criança com carinho e beijinhos. E de quebra escutar um bom dia bem mal humorado, afinal, é cedo demais. Tudo bem, essa parte a gente não dá bola! Abrir as cortinas e encontrar um lindo dia de sol. É primavera! Tempo de recomeço, renascimento e florescer da natureza. Adoooro!

Repare como a rotina fica muito mais legal na primavera. Tem outro astral, tem outra cor e peso. Faço parte de um grupo que gosta muito de rotina. Muito embora, para falar a verdade, nem sei se existe tal grupo!! Talvez eu esteja só, aliás, nunca ouvi alguém compartilhar deste gosto… Mas o fato é que confesso: sempre gostei de rotina! E minha casa é uma caserna e a general aqui, mantém a ordem e o progresso, é claro, na base da disciplina! Um, dois, feijão com arroz! Aqui só faltam marchar! Até os animais de estimação!

Eu defendo essa prática por acreditar que organização é tudo. Interna então, nem se fala!  E ter rotina na vida é garantia de calma, tranquilidade e segurança. Pense, se é possível fazer as coisas iguais todos os dias, fica fácil manter tudo sob controle. Sou uma controladora! Mas sei que obsessão tem limite e sair da zona de conforto e dar de cara com o imprevisto, devem estar no roteiro! E por isso, também sou especialista em administrar crises. Pode-se dizer que estou apta a dar expediente na ONU.

Aliás, não conheço mãe que não esteja! Estamos todas prontas para encarar qualquer rebelde! Até os sem causa. Nossos pequenos nos credenciam para isso! Colega, correr para dar conta de nosso cotidiano não é para qualquer um! Esse desafio não tem pra ninguém! E a rotina é nossa aliada, nossa força tarefa, que faz com que nossos soldadinhos de chumbo entendam que existem as responsabilidades e os compromissos. Eles precisam aprender a respeitar horários, cumprir tarefas, deveres, ter metas e objetivos. Comprometimento. E tem mais, no nosso quartel general não tem essa de começar as coisas e parar. Temos que ir até o fim, nada de moleza. Não vai dar conta? Pede pra sair! Eu sou o capitão Nascimento do dia-a-dia! E também atendo pelo nome de chata! Ou mala. Ou os dois.

Agora, fazer tudo isso nesta estação, tem outro sabor. Viva a rotina na primavera! Parece que ao abrir a janela e encontrar um dia bonito, vai garantir a perfeição. Tudo redondinho, sincronizado e encaixadinho. E mesmo que não o seja, vai chegar bem pertinho do sonho, com mais passarinhos, mais flores, cores e beleza. O ritmo é de alegria orquestrada pelo tempo. O riso vem mais fácil e o bom humor também. Impossível não curtir e não acordar com a cara da felicidade. Incrível como o sol é praticamente medicinal, atua diretamente no ânimo. No meu não tenho dúvidas.

Pena que, pelo menos por enquanto, essa história de sol, dia belo e coisa e tal, seja fruto da minha imaginação! Que a propósito, é a única coisa que está frutificando atualmente por aqui… sandices e maluquices, mas enfim, é o que têm pra hoje! Infelizmente, a primavera dos sonhos de Alice ainda não deu as caras na cidade onde eu moro! Gente, aqui só chove! Faz tempo que o astro rei não aparece. E a natureza ainda nem percebeu que a estação já mudou! Minha jabuticabeira deu só uma mísera frutinha. Só umazinha. Juro por tudo! Tadinha, ficou tão esquisita, caolha! A verdadeira aberração da natureza! A grama está tão rasteira e encharcada, que nosso pobre gato não está conseguindo esconder sua cáca. Muitas bolinhas marrons boiando no jardim. Coisa linda de ver! O cachorro só encontra lama pela frente nos seus passeios primaveris e tem voltado com as patinhas bem sujinhas. E todo esse diminutivo é inversamente proporcional ao meu ódio. Crise no quartel! Vou dar golpe militar! Ou reciclar meu curso de controle de conflitos na Escola Superior de Guerra.

Então, essa é a novela meteorológica da minha vida. Moletom, calça comprida e meia, porque até o inverno se agarrou de amor e não quer largar o osso de jeito nenhum! Caraca, São Pedro ou sei lá quem, quase novembro gente! Vamos cumprir com o calendário? Vamos nos organizar? Respeitar os tratados e combinados? Qual parte o planeta não entendeu? To passada com a Maju! Todo o dia falando de chuvica, tempestade e frente fria. Cansei, povo!

Minha última estratégia é escrever essa crônica, usando a força do meu pensamento e das palavras para quem sabe atrair o sol e toda essa energia bacana que descrevi. Aquele papinho de atração do universo, sabe? To trabalhando a esperança, entende? Apenas um recurso. Ontem joguei um sabonete no telhado para Santa Clara. Tô recorrendo a tudo, tipo desespero. Minha rotina está abalada. E sem querer desmerecer minha cidade, mas se fosse Londres até, quem sabe, um chazinho das cinco na Trafalgar Square, resolveria a situação. Mas aqui não, tem que encarar o bom e velho pingado para aquecer e depois juntar cocô de bicho! Afe!

E agora você deve estar se perguntando: mas você não é craque em enfrentar os problemas? E eu te digo: sou tão fake quanto a previsão do tempo do meu celular, que só tem me enganado. Desculpe aí.

 

 

6 comentários

  1. Verdade amiga! Só chuva! Hoje faltei a aula de francês (iniciada há um mês) por causa da bendita chuva, pois o carro fica com o marido! Ainda por cima estou tentando comprar minhas passagens para Rennes no site da Ouigo, e quem disse que funciona? Dá uma porcaria de erro no site e não anda! Primavera começando empacada em SC kkkkk! Beeeijo!

    Curtir

  2. Aqui em SP está uma loucura, como sempre. Tem dia que chega a mais de 30º, no outro dia está 15º. Sério! O mais comum é ver gente gripado… Enquanto isso, espero os dias do verão hahaha

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s