Crônica

Super Poderes

Muito tem se falado no feminismo. E com toda razão. O mundo rodou, rodou e parece que não entenderam qual o valor das mulheres. A sociedade caminhou, andou e evoluiu, mas igualdade ainda é só um verbete do dicionário. Mas isso rende tratado. E estamos falando de crônica. O fato é que, se ontem queimaram os sutiãs, hoje eu queimo a mufa. E torro a paciência do mundo. Principalmente de quem está ao meu lado, na frente, atrás, na diagonal, em cima e embaixo.

Quando ouvi falar pela primeira vez em empoderamento feminino, fiquei tão fascinada, que só consegui pensar em super poderes! O que eu não faria com eles? Pra começar, resolveria minha vidinha, no mais estilo self egoísta euzinha. Gente! Não quero discutir ou polemizar sobre o papel da mulher na sociedade. Nem tenho argumentos para tal. Mas na minha pobre vida, quem manda sou eu. No meu quadrado, quem entra sou eu. As minhas contas, quem paga sou eu. E somente eu, essa pessoa que vos escreve, é que sei onde meu calo aperta e dói. E como dói!

Não seria nada mal entrar todas as manhãs na Sala da Justiça e me travestir de Super Heroína. Batman, Super Homem e Homem Aranha que se cuidem, estou chegando! A Super Mulher empoderada até os dentes (perfeitos, brancos e alinhados, aliás) tá na área, e na cozinha, na copa, no quarto e no escritório também! Para começar, teria um uniforme bafônico, porque sou ligadinha no mundinho fashion e nas semanas de moda mundo à fora, e já chegaria chegando com toda a classe e categoria no maior estilo “me posicionei e causei”! Além disso, cheia de opinião e muita decisão. Um luxo! Dez em todos os quesitos! Cadência, harmonia e alegoria.

Continuando. Meus poderes? Todos os que realmente me fariam uma unanimidade, uma deusa, uma rocha. Salvaria os fracos e oprimidos? Não. Os fracos que se fortaleçam! E os oprimidos, que se rebelem e se mexam! Faça pela vida, ô meu!! Velocidade acima do normal? Sem dúvidas! Esse poder é imprescindível. Correr para trabalhar. Correr para levar os filhos na escola. Correr para levar o cachorro para tomar banho na pet. Correr para a reunião com o gerente da conta avermelhada do banco. Correr para o dentista e ainda correr a meia maratona da cidade! Poder perfeito! Medalha de ouro! Nadar como o Aquamen? Não, se a água está fria, nem banho quero tomar. Abafa, mas não vejo vantagem. Subir pelas paredes como o Aranha? Só em noites quentes, se é que você me entende…

Poder de se multiplicar? Quero também! Quer dizer, necessito! Compro material de construção, cimento e areia, e ao mesmo tempo faço a tarefa de matemática com o filho. Arraso na apresentação do escritório, enquanto escolho os tomates perfeitos para o molho do macarrão. Receita ótima que aprendi com a vizinha. Desfilo aquele vestido novo e faço uma faxina que é um espetáculo enfiada na legging mais velha que tem no armário, com muita dignidade! Limpo as pratas. Faço planilha no excel. Dou remédio, arrumo o curativo e queimo a mão no forno. Frito o peixe de olho no gato. Nem a Mulher Maravilha têm essa manha toda. Mas no maior exemplo de sororidade, ela vai me aplaudir e dar tapinhas nas minhas costas. – Miga, sua loca, tamo junto! Nós somos demais! Vai me dizer.

Pensando bem e refletindo sobre o tema:  não é que já fazemos tudo isso?! Somos heroínas com a roupinha normalzinha nossa de cada dia. Quem precisa daquela cafonice de cinto de utilidades, quando temos uma super bolsa de mãe que cabe escova, brinquedos e um par de meias?? Quem precisa entrar na Sala da Justiça, quando temos nosso teto, nosso trabalho, nossa selva particular e uma cabeça pensante? Quem precisa de força extra, quando já matamos, a unhas vermelhas e bem lixadas, uns três leões por dia? Sem mencionar os quatro abacaxis descascados de hora em hora… Quem aguenta tudo? Quem dá conta de tudo? Quem tem instinto? Quem tem intuição? Quem dá um beijinho num machucado e inicia o processo de cura? Quem tem o poder do afeto nos braços e nas palavras? Quem está na dor e alegria de ser o que é? Agora, me responde: quem é super herói aqui?? Somos nós. As mulheres. E esse é nosso empoderamento. Agora só falta a vilania toda compreender nosso valor. Super fêmeas ativar!!

 

 

 

6 comentários

  1. Adoro empoderamento feminino, como eu digo: faço tudo que você faz, só que de salto hahaha. Sempre defendo e defenderei porque como conhecedora da história das mulheres que fizeram parte da grande história da humanidade, sei que fomos muito injustiçadas, apagadas e esquecidas! Mas faço isso de maneira sutil. Criando meus meninos para serem homens que hoje respeitam suas amigas e respeitarão suas esposas e filhas e que as reconhecerão como tais, mulheres importantes formadoras da sociedade. Beijo Dani!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s