Crônica

Revelações

Me meti em rede social de jovens, aí vem a pessoa me questionar qual meu equipamento fotográfico! Oi? Amiga, eu sou do tempo da Xereta e da evoluída Love! Aquela que ao ir para o laboratório ser revelada e depois encontrava seu destino na lata de lixo! Coitada, vida e morte no mesmo equipamento! E ainda por cima levava o amor no nome! Mas calma, seus clicks sobreviviam! A colega do Instagram ficou chocada! Laboratório? Como assim?

Assim: antigamente, as câmeras de fotos precisavam passar uma temporada internadas num estabelecimento comercial e lá submetidas a tratamentos químicos, até virarem nossas lindas imagens em papel! Tempo do Epa! E como vocês compartilhavam? Perguntou ela. Para começar, cara mocinha, este termo só era utilizado para o lanhe da escola e olhe lá. Dependeria muito se eu gostaria de dar minha bolacha maria para ganhar merendinha de morango! Nossas fotos moravam em lindos álbuns de folhas de plástico e nos eventos familiares, passavam de mão em mão e as curtidas e os comentários vinham na hora. Cara a cara! Inclusive, os maldosos. “Nossa, como a Carol ficou gordinha nessa foto!!!” Sempre temos uma tia mais sincera que o necessário…

Hoje, minha super mega master máquina de fotografia foi parar no telefone celular. Que também não é grandes coisas. Já contei por aqui mesmo, que não sou chegada na tecnologia. Bem feito. Fui me meter onde minha idade não foi chamada e tenho que passar por estas e outras humilhações. Estou vendo a hora de ser expulsa do paraíso. O povo está cada vez mais de saco cheio de minhas perguntas e pedidos de esclarecimentos sobre o funcionamento, complicadíssimo para meu cérebro, das mídias atuais.

Tenham paciência novos amigos novos! Eu usei calça deandê listrada de rosa e fui no show do The Cure! Uma pessoa que fez isso na vida, só pode travar mediante os avanços e desenvolvimento! Eu sei que poderia acompanhar, me reciclar e tal, porém não tenho QI para tanto! Nem saco! Tenho preguiça. Confesso! E entre fazer a entendida e assumir minha condição de topeira, fiquei com a segunda! Parei lá no computador quatro três meia. Mas preciso revelar, que estou adorando fazer parte do grupo dos modernos!

Estou me achando, porque estou na tribo dos descolados! Estou me sentindo, porque estou com os milleniuns! E estou feliz de bancar a esperta! Conheci muitas pessoas bacanas, legais e queridas! Fiz amizades virtuais, troco mensagens, compartilho fotos, informações e impressões. Tenho até uma linguagem nova cheia de réchitéguis, téguis e arroubas! Acho que na próxima mesa espírita que minha avó participar,  Steve Jobs vai me mandar um recado. Vai me parabenizar! Isso aí, garota, você está conseguindo!

Não fique tão felizinho Steve, nessa altura já somos íntimos… sou pura enganação! Mas não conte pra ninguém aí de cima, muito menos para os daqui debaixo!

Não sei até onde o pessoal vai me aguentar, enquanto isso, sigo fazendo o que me ensinam bem direitinho. Eu acho.  Aproveito para fazer um apelo a minha nova turma: tenham dó de mim! E quanto ao equipamento fotográfico, lembro aos familiares que eventualmente possam ler esta crônica, que meu aniversário está próximo… #ficaadica.

 

 

 

5 comentários

  1. Ler suas crônicas é um dos meus momentos preferidos da minha semana! Rende sempre boas gargalhadas, mas também me faz pensar e refletir sobre temas que nos atormentam no dia-a-dia! Dani você é uma cronista nata! Adoro seu trabalho. Obrigada por nos fazer rir e pensar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s