Viagem

Museu dos Andes – Montevidéu

O Museu dos Andes de Montevidéu é dedicado aos sobreviventes de um dos mais trágicos acidentes aéreos do século 20, conhecido como o milagre do Vôo 571. Em outubro de 1972, 45 jovens uruguaios jogadores de rugby caíram no meio das Cordilheiras dos Andes com neve para todos os lados numa temperatura de 30 graus negativos e 4 mil metros de altitude, sem roupas adequadas, sem comida, sem água e quase sem esperança.

Depois de 72 dias lutando ferozmente pela vida, incluindo antropofagia, 16 sobreviventes voltaram para suas famílias, profundamente marcados física e emocionalmente, assim como seu país consternado pela tragédia.

Nós conhecíamos a história do filme Vivos (1993) e de um ótimo documentário assistido na TV. Portanto, quando marcamos a viagem para Montevidéu, colocamos no roteiro uma visita ao Museu dos Andes. Se foi um passeio mórbido? Não, foi muito triste conhecer de perto a dor  daqueles jovens para sobreviver. Mas acreditamos que valeu a pena.

Abaixo o vídeo institucional:

O museu apresenta um acervo muito interessante, incluindo roupas, artefatos confeccionados pelos sobreviventes, como a máquina de fazer água, peças do avião, cartas e relatos escritos por eles e muitos jornais e livros.

Este casaco acima era de um dos passageiros do Vôo 571 e foi encontrado no local da queda por um alpinista mexicano 30 anos depois do acidente.

Acima, uma réplica reduzida de como ficou o avião depois da queda. E abaixo, a réplica do memorial que existe hoje no local.

As mão de todos os sobreviventes, com destaque para Nando Parrado, que foi quem liderou o grupo e foi em busca de ajuda junto de Roberto Canessa, então um estudante de medicina. Os dois, hoje, homenageando o boiadeiro chileno que os ajudou. E a assinatura de todos os sobreviventes.

À esquerda, Nando Parrado e à direita, Roberto Canessa.

 

Nomes que entraram para a história uruguaia.

Um trecho da carta escrita pelo sobrevivente Gustavo Arocena para sua família. Confesso que fiquei emocionada.

Serviço: O museu fica na Calle Rincón, 619 na Ciudad Vieja. De segunda a sexta, das 10h às 17h e aos sábados das 10h às 15h. Tem descontos para idosos e menores.

A seguir, o trailer do filme Vivos, de Frank Marshall com Ethan Howke no papel de Nando Parrado e Josh Hamilton como Canessa.

 

 

2 comentários

  1. Desde que vi o post no Instagram, estava curiosa para ler essa matéria. Ficou excelente com tantos dados sobre o Museu e até o trailler do filme. Achei memorável a ideia do povo uruguaio de preservar a história dos conterrâneos que sobreviveram e dos que perderam a vida na tragédia. Parabéns ao blog por trazer aos leitores informações de cultura e viagem inéditas!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s