Baú do Colaborador

Especial Blogueiros: Passaporte Rodado

Passaporte Rodado, por Bruno Cruz

Não consigo ter uma percepção clara de quando o desejo de viajar (que os norte-americanos definem tão bem com a palavra: wanderlust, hoje tatuada em meu braço) ou o porquê disto ter acontecido. Talvez possa ter surgido do fato de eu ser carioca e minha família ser mineira, por isso viajávamos todos os meses para visitá-los e sempre fui habituado à esta rotina. Ou porque a minha avó me presenteou, ainda garoto, com uma trilogia em VHS (lembram delas?) com as maravilhas do mundo, a qual mostrava diversos locais extraordinários, que hoje me dei conta: conheci quase todos eles. O fato é que não sei explicar de onde vem esta necessidade, mas sendo o mais cliché possível, eu me arriscaria a dizer que vem lá de dentro, do que imagino ser a alma.

Ainda adolescente, eu sonhava em conhecer muitos países mundo afora, mas percebia o quão difícil seria cumprir esta necessidade. Nos anos 90 ainda não existiam as empresas aéreas low-cost, sites de busca, blogs de viagem ou grandes promoções em hospedagem. Definitivamente, viajar ao exterior não era para todos.

Felizmente tudo isto mudou, o mundo evoluiu, as passagens baratearam e a oferta de voos aumentou. Hoje qualquer pessoa pode viajar. Basta se planejar, juntar dinheiro e definir suas prioridades. Afinal, tem gente que prefere ter carro…  eu prefiro viajar.

Vida seguiu, me formei como arquiteto e iniciei minha carreira no mercado de trabalho. Foi a partir deste momento, me vendo com um salário na mão, e ainda vivendo sob o teto dos pais que não pensei duas vezes e comecei a viajar nas férias. Seja sozinho, seja acompanhado, eu precisava “ver o mundo”.

A vida continuou seguindo, claro, e o Régis apareceu na minha vida. O casamento entre pessoas do mesmo sexo foi aprovado no Brasil e já estávamos com os papéis prontos para isto. Nos casamos e fomos passar nossa lua de mel em Fernando de Noronha, pois ainda era território desconhecido para os dois. E foi assim que deixei de ser uma pessoa que desejava viajar e passei a ser duas. Uma dupla, um casal, uma parceria que resolveu iniciar um blog de viagem chamado Passaporte Rodado pra contar um pouco destas nossas experiências.

Junto com as viagens, surgiu outra paixão: a gastronomia. Pudemos também, por meio dos sabores, viajar em diferentes culturas. Tudo isto é uma celebração para nós dois que temos mais planos do que somos capazes de cumprir, mas que nos movem e nos empolgam a desejar cada vez mais a próxima viagem.

Visite a gente no blog passaporterodado.com e não esqueça das redes sociais!

Nos encontramos por aí!

Bruno em Angkor Wat em Siem Reap no Camboja.

 

Bruno na Chapada dos Veadeiros.

 

 

Casa Batló de Gaudí em Barcelona.

 

Régis na paradisíaca Maya Bay na Tailândia.

 

No Muro de Berlim, na Alemanha!!

 

Não perde a galeria linda que tem no Instagram @passaporterodado, a Página no Facebook e o completíssimo blog!! Passa lá!

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s