Memórias

Cartas – conhecendo os Alpes

Oi Pessoal!

Chegamos agora de nosso inesquecível fim de semana nos Alpes! Ai que chique! Um fim de semana lindo de sol. Fomos ontem de manhã em direção a Chamonix para subir o Mont Blanc. Fomos pela auto estrada, ótima e muito bem sinalizada, mas com pedágios que são verdadeiros assaltos. Para terem uma ideia somente num (e foram vários) pagamos 13 euros, ou seja, 45 reais. Em outros, foram 9 euros, 3,50; 1 e pouco e assim foi uma grana só, até chegar lá. Mas, ok, não poderiamos perder essa oportunidade, não é?

Embaixo do Mont Blanc, tivemos que trocar de roupa, pois o frio lá é intenso. Chamonix já é mais alta do que estamos acostumados aqui em Lyon, mais de mil metros acima, e o Mont Blanc então…. Mas fomos preparados com casacos, luvas e mantas.

Pegamos o teleférico para subir. Gente, vocês não tem ideia de como é! Acredito que nem todas as pessoas tenham coragem para subir.  Eu, devo confessar, que se soubesse como seria, teria amarelado ou, pelo menos, pensado duas, três vezes. O teleférico tem uns dez metros quadrados e vai APINHADO de gente (entre turistas e alpinistas) e sobe MUUUUUUITO alto. A subida é feita em duas etapas. Primeiro se vai até uma estação, desce e troca de teleférico para completar a subida. É tanta gente lá dentro, que nem precisamos nos segurar, porque um se encosta no outro! Não tem ar lá em cima e eu pensava “não tem pra onde correr se acontecer alguma coisa”. Mas o problema maior é a altura, é insuportavelmente alto. Olha, quem tem claustrofobia ou medo de altura, não dá conta.

No final, deu tudo certo! Subimos ao ponto mais alto que chama Aiguille du midi que fica a 3842 metros de altitude!!!! Agulha do meio. Aí foi muito legal! Um frio de doer, estava -5 graus, mas com o vento a sensação era de bem menos, quase insuportável. Só para terem uma ideia, o Renato estava congelando e quem conhece sabe que ele não sente frio!!

Lá em cima tem muitos terraços de onde vemos grande parte dos Alpes e os corajosos alpinistas (não sei como aguentam!!). Tem passarelas para todos os lados e até um elevador no meio da montanha para subir até o último terraço; snak bar e cafeteria, onde tomamos um super chocolate quente para aquecer. Ficamos lá mais três horas, quase quatro horas, aproveitando a neve e curtindo o visual. Depois, a agonia da volta.

Descemos e ficamos passeando por Chamonix, uma cidade super charmosa no pé do Mont Blanc. Cheia de cafés, bistrôs, lojas e hotéis chiques. Tomamos um lanche, tiramos fotos, sempre com neve nas montanhas ao fundo, e caminhamos bastante. Observação: em janeiro terá Copa do Mundo de Sky em Chamonix. Por volta das 17h30 saimos em direção a outra cidade Alpina, Annecy.

Dizem aqui, que Annecy é a Veneza da França, só para terem uma idéia de como é a cidade. Ma-ra-vi-lho-sa! É uma cidade de 51 mil habitantes que tem um lago e muitos canais espalhados (por isso Veneza), um bairro medieval e muitos chateaus. O lago e os canais no meio da cidade são limpíssimos, porque o lago é resultado do degelo. É cheio de cisnes e patinhos, parece um filme.

Hoje, com o dia ensolarado, e frio (de manhã 7 graus), tinha um monte de pessoas passeando na beira do lago e no bairro medieval que tem muitos cafés com mesas na calçada. Fizemos um passeio lindo de barco pelo lago e descobrimos que tinha, além da beleza natural, três castelos (sendo um do sécul 11), casas, restaurantes e hotéis. Sem mentira: uma das paisagens mais lindas que vi na vida! Já fiz todos os planos. Vamos ganhar na mega sena acumulada e comprar uma casa na beira do lago de Annecy, tudo planejado! Queremos morar lá!

Pelo menos a vizinhança é boa: o ator Jean Reno tem casa lá, um dos donos do Carrefour, o dono do laboratório Merryl, o dono de uma idústria de queijo francês (não sei o nome), etc.  É gentinha, mas ok, a gente dá um desconto…. Hahahahaha!

Annecy é tudo! Almoçamos como franceses comendo um bom crepe, passeamos mais um pouco e pegamos o rumo para casa, quer dizer, Lyon.

Ah! Esqueci de contar uma cena. Quando estávamos em um posto de gasolina, eu estava lavando os vidros do carro (não, não virei frentista, é que aqui somos nós quem fazemos essas coisas, como por gasolina, etc.) comecei a ouvir sinos (um barulho mais grave) no fundo. Eu olhava e não via da onde vinha e o barulho continuava. Cheguei a pensar que era trem, mas nada. Aí botei reparo e vi que eram vaquinhas pastando em um campo ali perto. Ual! Vaquinhas alpinas com sinos no pescoço! Igual aos filmes e desenhos animados. Igual ao chocolate Milka, lembram? Depois reparei que nas lojas tem os sininhos para vender… não, não comprei sino de vaca!

Bem, curtam as fotos! Mandem notícias! Semana que vem tem mais!

Beijos, saudades!

Dani e Renato

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não perca as fotos de Chamonix e Annecy nas próximas semanas!

 

 

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s