Baú do Colaborador

Especial Blogueiros: Belo Dia Resolvi Viajar

Belo dia resolvi viajar por um ano pela Europa, sozinha e fazendo trabalho voluntário

por  Angélica Avante 

A convite do Baú de Família vou contar um pouco da maior empreitada que já me enfiei na vida! Sempre viajei muito, mas dessa vez é diferente! Estou viajando há quatro meses pela Europa, trocando horas de trabalho por hospedagem e alimentação! O trabalho voluntário, como algumas pessoas chamam, é uma experiência de imersão cultural total! É aprender com o diferente e sair da zona de conforto todos os dias!

Sempre gostei de viajar… já morei nos Estados Unidos, já fiz dois intercâmbios, viajei muito pelo Brasil, fiz America Latina…mas de quatro anos pra cá, desde que me formei e comecei de verdade essa tal “vida adulta”, tenho alimentado em mim, a vontade de tirar um ano para viajar pela Europa. Nunca soube exatamente como eu iria viabilizar este plano, mas nos últimos meses antes de sair do Brasil, eu decidi que de 2017 não passava!

 Conheci um site de trabalhos voluntários ao redor do mundo e não pensei duas vezes, que essa era a chance que eu estava esperando para meter minhas coisas na mala e cair no mundo! Minha viagem começou em Bordeaux, na França. Escolhi a França por ter uma verdadeira paixão pelo idioma. E apesar de já ter estudado no Brasil, essa foi a primeira oportunidade de praticar a língua. Depois de Bordeaux, passei por outras cidades da França. Conheci algumas cidades da Espanha, Portugal e Itália e vivi momentos de muitas descobertas.

 Há um mês estou no Reino Unido, aqui trabalhei como voluntária num festival de música alternativo em uma cidade de menos de 300 habitantes, onde fiquei acampada por quatro dias e foi uma das experiências mais malucas e enriquecedoras que tive o privilégio de viver durante esse ano. Viajar sozinha é ter consigo, sempre a melhor companhia. É não ter tempo certo para nada e poder re-arranjar seu planos sempre que quiser. É aprender a abordar estranhos, viver na casa de estranhos, pedir ajuda à estranhos, agradecer aos estranhos, cozinhar com estranhos, trabalhar para estranhos, atender estranhos, dividir tenda com estranhos, tocar com estranhos, dançar loucamente com estranhos, pedir carona à estranhos, aceitar ajuda de estranhos, aceitar comida de estranhos, ficar amiga de estranhos e depois poder chamar a maioria deles pelo nome e lembrar de cada um com carinho… é a maior onda!

Se você quiser saber um pouco mais sobre a minha aventura, sobre trabalho voluntário, sobre viajar sozinha e como eu planejei tudo isso, me siga nas redes sociais:

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s